IMPAIRMENT: UM ESTUDO SOBRE O CORRETO USO DO PROCESSO DE APURAÇÃO DO VALOR DOS ATIVOS DE LONGA DURAÇÃO FRENTE A PERDA DE VALOR POR TECNOLOGIA

Larissa Stefani Setim Machado, Alessandra Fernandes Bichof

Resumo


Na prática, muitas vezes um ativo não tem o seu valor real equivalente ao seu valor contábil, sendo necessário utilizar do Impairment (teste de recuperabilidade) para testar o valor do bem e verificar se ele está, ou não, registrado acima do seu valor recuperável. Um ativo pode perder valor por diversos motivos, dentre eles, pode-se destacar a rapidez das inovações tecnológicas. À medida que novos bens, com novas atualizações surgem, os antigos tornam-se obsoletos e têm sua vida útil reduzida rapidamente. Entretanto,
não é fácil para as empresas mensurar corretamente tal desvalorização. Neste sentido, o objetivo geral da pesquisa é analisar a recuperabilidade dos ativos tecnológicos classificados no balanço patrimonial frente possíveis perdas de valor por tecnologia. Para isso, será utilizada a abordagem qualitativa, através de pesquisa bibliográfica e documental, caracterizando o estudo como exploratório. O desafio é identificar se as dezessete empresas selecionadas para o estudo estão realizando o Impairment da sua parcela de ativos que possa perder valor por intermédio das inovações tecnológicas e se os valores são apresentados, de forma detalhada, em suas demonstrações contábeis, buscando compreender se essas companhias pesquisadas estão realizando a testagem corretamente e se realmente levam em consideração os fatores tecnológicos na hora de determinar o valor real de seus bens. Na análise final, apenas uma empresa apresentou sinais de Impairment por perda de tecnologia.


Palavras-chave


Impairment. Recuperabilidade. Vida Útil. Tecnologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


FAE Centro Universitário
AFESBJ | Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus | 2015

ISSN: 2594-5246